Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Universo
Asteroides mapeados pela NASA como potencialmente perigosos têm órbitas próximas ao planeta.

A NASA anunciou que 4.700 asteroides podem ser perigosos para a Terra. A avaliação foi feita com ajuda de observações do telescópio Wide-field Infrared Survey Explorer (Wise).

Esses asteroides mapeados pela NASA como potencialmente perigosos têm órbitas próximas à Terra. Além disso, eles são grandes o suficiente para resistir à passagem pela atmosfera da Terra e causar danos ao planeta.

Os resultados foram recolhidos pelo projeto NEOWISE. Ele estudou um total de 107 asteroides que podem ser perigosos para o planeta. O objetivo era fazer prognósticos sobre toda a população de asteroides.

A partir disso, a NASA descobriu que 4.700 dos asteroides analisados tem um diâmetro maior do que 100 metros. A margem de erro é de aproximadamente 1.500. Até agora, aproximadamente 30% desses objetos foram localizados.

Embora as estimativas anteriores de asteroides potencialmente perigosos tenham previsto números semelhantes, o NEOWISE gerou uma estimativa mais confiável de números dos objetos e seus tamanhos.

O Wise foi lançado em 14 de dezembro de 2009. Sua missão é mapear todo o céu em luz infravermelha com a maior resolução já vista. A sonda digitalizou duas vezes o céu em infravermelho antes de entrar em modo de hibernação no início de 2011.

Ele já catalogou centenas de milhões de objetos, o que inclui galáxias, berçários estelares e asteroides próximos da Terra. Entre as descobertas estão cometas e asteroides entre Marte e Júpiter, além dos chamados objetos próximos à Terra – asteroides com órbita a menos de 45 milhões de km. O NEOWISE capturou imagens de 600 asteroides próximos da Terra. Desse número, 135 eram novas descobertas.

 

Fonte: Exame

 

Comentar

Código de segurança
Atualizar