Criaturas
Um menino de 12 anos que mora no sul da Flórida (EUA) contraiu, após banhar-se em águas contaminadas, uma rara infecção causada por uma ameba que, uma vez no interior do corpo, destrói o tecido cerebral, informou nesta terça-feira a imprensa local.


Zachary Reyna foi internado no Miami Children's Hospital com sintomas do que parecia ser uma forte gripe, mas os médicos descobriram que ele tinha contraído uma infecção causada pela ameba "Naegleria Fowleri".

As autoridades médicas não revelaram o estado do menino, mas os parentes comentaram à imprensa que ele "luta para sobreviver".

Supostamente, Reyna foi brincar em um canal da cidade de Labelle, no condado de Hendry,junto com dois amigos, no dia 3 de agosto, quando provavelmente contraiu a doença.

A ameba "Naegleria Fowleri", que vive principalmente em lagos, rios e tanques, foi descoberta há meio século e costuma entrar no corpo humano através do nariz ou da boca, e danifica o sistema nervoso central.

Segundo dados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, só uma de 128 pessoas infectadas por esta ameba no país, entre 1962 e 2012, sobreviveu.

Os sintomas típicos desta infecção levam uma semana para se manifestar, e são marcados por dores de cabeça, febre, náusea e vômitos, além de rigidez no pescoço e perda de equilíbrio.

As autoridades de saúde indicam que o risco de contrair esta ameba pode ser reduzido por meio da limitação da quantidade de água que entra através do nariz e das atividades em água doce durante os períodos de muito calor.

Um possível caso de infecção relacionado com este tipo de ameba aconteceu na Flórida em 2011, no condado de Brevard, onde um adolescente teria morrido vítima da doença.



Fonte: Exame Info

 

Comentar

Código de segurança
Atualizar

Criptomoedas

Cotação em tempo real. Ideias...

Visitar
image1

Açoes

Ações em tempo real. Ideias...

Visitar
image2

Mente

O cérebro em detalhes.

Visitar
image3