Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

A3, subsidiária da Airbus, informou que o voo durou 53 segundos e que o veículo chegou a ficar a cinco metros do chão antes de pousar com segurança

O primeiro teste do Vahana, projeto de um veículo elétrico autônomo voador produzido pela A3, uma subsidiária da Airbus, foi realizado com sucesso. O teste aconteceu na quarta-feira (31), no estado de Oregon, nos Estados Unidos, e seus resultados foram divulgados nesta sexta-feira (2) pela Airbus e pela A3.

As empresas informaram que o voo durou 53 segundos e que o veículo chegou a ficar a cinco metros do chão antes de pousar com segurança. Ainda segundo as fabricantes, o veículo foi pilotado de forma 100% autônoma durante o teste.

“Nossa ideia tem há tempos sido o de desenhar e construir uma aeronave elétrica e autônoma para um passageiro que será a resposta para a necessidade crescente de mobilidade urbana. Nosso primeiro voo é um marco histórico para a Vahana, tal como para a busca global de mobilidade urbana aérea”, disse a A3 em comunicado.

Apresentado em 2016, o Vahana deve funcionar como um “táxi voador” totalmente autônomo e elétrico. A Airbus criou uma subsidiária, a A3, para comandar o projeto. A previsão é entregar o primeiro veículo finalizado até 2020.

Fonte: Gazeta do Povo

Comentar

Código de segurança
Atualizar