Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

A iniciativa será anunciada no Mobile Wortld Congress de Barcelona neste ano.


A startup norte-americana OneWeb, que conta com capital do grupo japonês de tecnologia SoftBank para seus projetos de satélites, formou uma aliança com a Airbus para desenvolver serviços 5G em aviões que permitiriam que os passageiros continuassem a usar a internet em seus smartphones e tablets quando em voo.

A companhia de aviação norte-americana Delta também assinou para participar da Seamless Air Alliance, em companhia da Sprint, empresa de telecomunicações controlada pelo SoftBank, e do grupo indiano de telecomunicações Bharti Airtel.

A GoGo, que trabalha com companhias de aviação e sistemas existentes de banda larga de uso aeronáutico, também aderiu à aliança.

A iniciativa, que será anunciada no Mobile Wortld Congress de Barcelona neste ano, tem por objetivo criar padrões que levem o roaming de telefonia móvel aos aviões, um dos poucos buracos negros restantes em termos de conectividade.

Empresas rivais de comunicação via satélite como a Viasat e a Inmarsat concorrem por contratos com as companhias de aviação para criar sistemas especializados de banda larga para uso em aviões, com acesso pago vendido aos passageiros.

A Inmarsat trabalhou com a Deutsche Telekom e a Nokia para criar a European Aviation Network, que oferece conexões terrestres e via satélite para aviões, e afirma que isso criará US$ 30 bilhões em receita adicional para as companhias de aviação em 2035.

A nova aliança, porém, quer desordenar esse segmento ao permitir que os clientes de empresas de telecomunicações usem roaming em voo, fazendo pagamentos às suas operadoras de telefonia habituais.

Greg Wyler, fundador e presidente do conselho da OneWeb, diz que a iniciativa reduziria radicalmente o custo desses serviços, se comparada "à colcha de retalhos de sistemas especiais" existentes à bordo de diferentes aviões.

"Quando as pessoas embarcam em um avião, ficam deslocadas de suas redes móveis. Quando embarcam em um avião, precisam recorrer aos seus cartões de crédito para ficar online. Nosso objetivo é corrigir isso", ele disse.

A aliança não produzirá resultados imediatos. A OneWeb, que também tem Richard Branson entre seus investidores, só começará a produzir satélites neste ano, e planeja começar a oferecer banda larga em 2019.

 

Fonte : Folha De São Paulo

Comentar

Código de segurança
Atualizar