Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Pesquisadores encontram enorme reservatório de água congelada em Marte.

Várias camadas de areia e de gelo estão localizadas a cerca de 1,6 quilômetro abaixo do pólo norte do Planeta Vermelho.

Um estudo de uma dupla de cientistas da Universidades do Texas, nos Estados Unidos, constatou a presença de expressivas camadas de gelo localizadas no pólo norte de Marte que poderiam ser um dos maiores reservatórios de água do planeta. A pesquisa, publicada na Geophysical Research Letters,foi liderada pelo astrônomo Stefano Nerozzi e contou com a participação do pesquisador norte-americano Jack Holt.

A equipe fez a descoberta usando medidas coletadas pelo Radar Shallow (SHARAD) a partir da sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), equipamento da NASA lançado em 2015 e que tem o objetivo de encontrar pontos de água em Marte. O SHARAD emite ondas de radar que podem penetrar até 2,4 quilômetros abaixo da superfície marciana, e acabou encontrando várias camadas de areia e gelo a cerca de 1,6 km abaixo do pólo norte do planeta.

Os autores acreditam que as camadas se formaram quando o gelo se acumulou nos pólos durante as eras glaciais passadas em Marte. Cada vez que o planeta aquecia, um remanescente das calotas polares ficava coberto por areia, o que protegia o gelo da radiação solar e impedia que o material fosse para a atmosfera.

"Não esperávamos encontrar tanto gelo de água aqui", afirma Nerozzi em um comunicado. "Isso provavelmente torna o terceiro maior reservatório de água em Marte depois das calotas polares."

A presença de gelo na superfície de Marte é uma das características que mais desperta a curiosidade dos cientistas. O Planeta Vermelho contém esconderijos de água que poderiam nos dizer muito sobre sua história — além de ser fundamental caso os humanos decidam colonizar Marte do futuro.

 

FONTE: Revista Galileu 

Comentar

Código de segurança
Atualizar