Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O vulcão Etna, localizado na região da Sicília, na Itália, entrou novamente em erupção.

Duas fraturas se abriram na base sudeste e no flanco nordeste da cratera. A lava que escorreu foi acompanhada por uma atividade estromboliana do vulcão, que é quando as erupções são intercaladas entre momentos de calmaria e efusividade.

Apesar do episódio, o aeroporto da Catania, que fica próximo ao Etna, permaneceu aberto. Esse é o vulcão mais ativo de toda a Europa.

Segundo o diretor do Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia da Catania, Eugenio Privitera, “está começando uma nova fase eruptiva do Etna, que pode acabar logo ou durar os próximos meses”. “O fenômeno está limitado à área do vulcão e não representa perigo para os moradores da região, mas a onda de turistas deve ser controlada para a sua própria segurança”, alertou.

O vulcanologista Boris Behncke afirmou também, para o site The Watchers, que a erupção que iniciou no Etna não aponta necessariamente que terão terremotos nas regiões próximas, como ocorreu em dezembro de 2018. “As erupções são precedidas de uma atividade sísmica modesta. No entanto, em alguns casos, os terremotos continuam mesmo após o início delas”, completou.

 

FONTE: Jovem Pan

Comentar

Código de segurança
Atualizar